Imprensa

Livro vozes do teatro

Imprensa

Texto extraído do livro vozes do teatro - Publicado pela Fundação de Cultura de MS - 2011

Emmanuel Marinho encena espetáculo em Brasília

Imprensa

O artista participa da extensa programação da I Bienal Brasil do Livro e da Leitura que vem sendo realizada na capital federal, desde o último sábado e segue até a próxima segunda-feira na Esplanada dos Ministérios.

Imprensa

Um poeta no distrito

Este projeto, como diz Emmanuel, abraça a educação e a arte, mais do que um espetáculo, é uma visita nas comunidades rurais que tem muitas histórias para contar, trocar e celebrar a vida.

1

Espetáculo apoiado pelo FIC leva poesia e cultura para distritos de Dourados.

Confira os locais de apresentação do projeto em outubro 23 de outubro (quinta) – Itahum Escola Estadual Antônio Vicente Azambuja – 10 horas Salão Paroquial – 19:30 horas 30 de outubro – Indápolis Escola Estadual São José – 10 horas Santuário de Aparecida – 19 horas 31 de outubro - Vila São Pedro Escola Municipal Ruy Gomes – 15 horas Escola Estadual D. Bosco – 19h30 (http://www.douradosnews.com.br)

A apresentação do projeto “Um poeta no Distrito”, contemplado pelo Fundo de Investimentos Culturais de MS (FIC), chega hoje ao Distrito de Macaúba. O evento será às 14h e às 19h30, na escola Firmino Vieira de Matos. O espetáculo, apresentado dia 30 na Escola Estadual São José e à noite, na D.Bosco arrancou aplausos. A curiosidade dos estudantes foi intensa com muitos olhares pelas janelas das salas de aula. À noite na escola estadual Dom Bosco, o espaço ficou lotado com a presença da comunidade. O espetáculo “Solo para palavras, sanfona de brinquedos” , apresentado pelo poeta douradense Emmanuel Marinho, envolveu a todos com seus poemas e poesias cantadas. Na São José, o espetáculo teve a participação da estudante Larissa Silva declamando a poesia de sua autoria, “Paixão e Ilusão”. “Achei o máximo, a apresentação dele”, declarou a estudante do 8o ano. A professora de Língua Portuguesa, Maria Aparecida Batista destacou a importância do espetáculo para o despertamento do interesse pela poesia. “A expressividade de Emmanuel no momento da declamação, estimula o interesse de todos”, avaliou Maria Aparecida. A leitura de poesias faz parte dos gêneros estudados que objetiva despertar os sentimentos e a sensibilidade. A coordenadora pedagógica, Alini Aparecida Lima Nolasco, destacou que com a correria do dia a dia e o avanço nas tecnologias, os sentimentos têm se perdido. “Com a presença do poeta pretendemos despertar o interesse e a curiosidade pela poesia e com isso, resgatar o gênero que desperta as emoções” destacou a pedagoga.

Dom Bosco

Os estudantes e educadores da Educação de Jovens e Adultos (EJA), bem como a comunidade e o vereador Silas Zanata, prestigiaram o evento na Escola Estadual D.Bosco. Atentos, ouviam a declamação de Emmanuel Marinho que através das palavras, poetizava o rural, a economia, o País, o meio ambiente, etc. Os professores avaliaram o espetáculo como momentos agradáveis e de descontração oferecido pelo projeto “Um poeta no Distrito”. “Emmanuel nos trouxe a reflexão com suas poesias que caracterizam, tão bem o nosso povo, a nossa cultura. Foi uma oportunidade para pais, alunos, professores e visitantes prestigiarem esse artista douradense que representa a arte do nosso município”, avaliou os educadores da D.Bosco. Para a aluna da EJA, Marilene Zorzo “foi uma oportunidade para conhecer e prestigiar um artista da nossa região. Este momento nos fez refletir sobre vários aspectos que envolve nosso luga”. Para ela esse momento deve-se repetir. O vereador Silas Zanata prestigiou o evento. Para ele, esses eventos dão oportunidade aos moradores do distrito e zona rural de participar de atividades culturais mais peculiares e propagadas na cidade. “O espetáculo de Emmanuel Marinho encantou o público em Indápolis e deixou evidente a necessidade de se levar mais apresentações culturais aos distritos de Dourados, já que, além de valorizar o artista, a comunidade terá mais chance de participar e estar mantendo o gosto pelas mais diversas formas de manifestação cultural”, avaliou o vereador. A moradora de Indápolis, Iraci Rodrigues Moreno, avaliou o espetáculo, com uma poesia:

Você

Quando você chegou/Com sua sanfoninha colorida/Fazendo fom,fom, fom.../E naquela sala foi entrando/Fiquei prestando atenção/Você fala com a alma/Do fundo do seu coração/E conseguiu nos trazer muita emoção/Você, tão desinibido, todos ficaram te olhando/Você falou da nossa cultura,da nossa terra, da nossa gente/Falou até mesmo dos nossos Presidentes/Você tem muito talento/É um poeta, solto ao vento/Usando a imaginação/Trazendo belos poemas e também lindas canções/Parabéns!/É disso que precisamos/De alguém que mostre as belezas da nossa região/Os sonhos que aqui existem/A nossa cultura/Obrigado!

Comunidade interage com ‘poeta no distrito’ Hoje o espetáculo ‘Solo para palavras e sanfona de brinquedos’ é na escola Coronel Firmino Vieira, em Macaúba.

— JORNAL O PROGRESSO